Resenha: Rodrick é o Cara - Laryssa




Título: Rodrick é o Cara;
Série: Diário de U m Banana #2;
Autor(a): Jeff Kinney;
Editora: Vergana & Riba;
Páginas: 224;

Sequencia do best-seller Diário de um Banana, neste novo livro Greg continua se metendo em confusão. Só que desta vez as coisas pioram: Rodrick, seu irmão, sabe de um incidente que Greg quer manter em sigilo. Mas segredos são difíceis de serem guardados... especialmente quando há um diário envolvido.




Diário de Um Banana, Rodrick é o Cara não decepciona, apesar de o livro não refletir muito o titulo. Há algo durante o livro, cujo explicação surge no final, que se encaixa com a descrição da trama feita na sinopse.

Apesar de que o pequeno clima de suspense proposto durante o livro não tem tanta razão assim. No final ele é rapidamente desfeito, sem grandes nuances, quase como se o autor não tivesse uma maneira melhor de contar o acontecido.

Porém deixe-me parar de ser negativa. Se cortarmos esses pequenos defeitos tão comuns em livros ultimamente, é possível constar que é quase doloroso largá-lo. Eu senti aquela vontade de nunca parar de ler, senti a ânsia de olhar o fim para descobrir qual o motivo de Greg estar sendo chantageado, por mais que tenha me decepcionado um pouco. Porém, sinceramente, para alguém não chata quando se trata de coisas engraçadas, só posso dizer:       não faltaram risos. E as piadas ficaram um pouco mais inteligentes.

Agora, no sentido de conteúdo, do que o livro trás de bom, como muitos diriam, “no que ele te fez pensar”. Bem, posso citar o fato de que o autor sublimemente consegue expor problemas familiares verdadeiros através de situações engraçadas. Ele expressou a autoridade que irmãos mais velhos tentam a todo custo exercer sobre seus irmãos mais novos, a preferencia familiar, como aquela que alguns pais ou avó demonstram sem esquecer que tudo estava vindo da mente um garoto em desenvolvimento e isso fez com que fosse perceptível certa diferença na maneira de Greg agir em relação ao primeiro livro.

E é claro que o autor não desenvolveu apenas um único personagem. Ele se preocupou em fazer com que cada um agisse de uma maneira derivada de sua personalidade anterior. Foi mais fácil dessa maneiro, pois teve aspectos, assim como cenas, que pareceram se tornar marcas, mesmo estando apenas no segundo volume da série.

Quanto aos desenhos, eles normalmente atrapalham quem está acostumado a ler livros que não os possuem. Ao menos, comigo é assim. Porém, Kinney conseguiu de alguma maneira me agradar, fazendo com que tornassem a leitura ainda mais divertida do que já era pelas piadas e ações bem planejadas de Greg.

Falando do trabalho da Editora, ela permaneceu com as letras de mesmo tamanho e fonte como no primeiro livro. O trabalho de revisão não possui nenhum erro.

E mais uma coisa. Eu não faço a mínima ideia de qual é a idade de qualquer um dos personagens. O autor, por consequência o personagem Greg, apesar da narrativa envolvente, deixa esses pequenos detalhes de lado. Ele menciona aniversários, porém nada mais além.

Se alguém souber por ter lido os outros livros, avisaria nos comentários?

Comentários

  1. Adoro a série de livros Diário de um Banana! Eu já assisti os dois filmes, e apesar de ter o primeiro livro, ainda não o li. Quem tá lendo é minha irmã, e quando eu terminar de ler os livros que estão há tempos na fila, eu vou ler ele ^^

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Olá leitor!!!
Obrigada por dividir sua opinião :*
Saiba que seu comentário muito provavelmente vai me deixar (Laryssa) pulando de alegria (literalmente, sou beeeeem exagerada :p).
Se você quiser que ele seja respondido, deixe um link, caso contrário, eu o responderei aqui mesmo no blog, tudo na medida do possível.
Beijoooooos *-*

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha: Enquanto Houver Vida Viverei - Laryssa e Milena

Resenha: Letras Finais - Luís Dill - Gui

Resenha: A Outra Face - Deborah Ellis - Gui