Resenha: A Queda dos Reinos - Morgan Rhodes - Keu

Título: A Queda dos Reinos;
Série: Queda dos Reinos #1;
Autor (a):  Morgan Rhodes;
Editora: Seguinte;
Páginas: 398;

Numa terra em que a magia havia sido esquecida e a paz reinara durante séculos, uma agitação perigosa ganha forma quando três reinos começam a lutar pelo poder. Entre traições, negociações e batalhas, quatro jovens terão seus destinos entrelaçados para sempre: Cleo, a filha mais nova do rei de Auranos; Magnus, o primogênito do rei de Limeros; Jonas, um camponês rebelde de Paelsia; e Lucia, uma garota adotada pela família real de Limeros que busca a verdade sobre seu passado. Em A queda dos reinos, Morgan Rhodes constrói uma mitologia complexa e fascinante, que mistura amor proibido, intrigas políticas e profecias milenares. Narrado pelos pontos de vista dos quatro protagonistas, este é o primeiro volume da série.

Em uma terra chamada Mytica, três reinos vivem isolados do continente em uma ilha. Todos tem o mesmo passado, mas agora buscam um futuro diferente.

Em um lugar onde a magia foi esquecida a muito tempo e onde séculos de paz foram mantidos a muito custo, quatro jovens vão ter seus destinos cruzados em uma guerra iminente.

No norte temos Limeros, onde o frio e a pobreza começam a atingir suas terras e é governada pelas mãos de ferro do rei Gaius. Este inveja Auranos, o reino do sul, onde a prosperidade está sempre presente. E entre os dois está a miserável Paelsia, onde a pobreza e a fome é uma presença constante.

Entre a guerra e os conflitos de interesse que a cerca, Cleo, a princesa auraniana, Jonas, o rebelde de Paelsia, Magnos e Lúcia, os herdeiros do trono limeriano, vão ter suas vidas mudadas e vão descobrir que a magia está mais presente do que imaginam...

Quando fui escolher o livro que queria de natal, o que me chamou a atenção neste (depois da capa, é claro), foi a sinopse. Gosto de livros que se passa na Idade Média, entre castelos, reinos e guerras pelo poder. E não me decepcionei. Em "A queda dos reinos", tem isso e mais um pouco. Pois, além de tudo isso, a magia está sempre presente na história. Sendo usada usada em um jogo de poder e interesses dos governantes dos reinos. Formando as características do cenário onde a história se desenrola.

Esta, é narrada do ponto de vista dos quatro protagonistas, alternando em cada capítulo. A primeira é Cleo, a princesa auraniana, que me pareceu muito mimada no inicio, acostumada a viver entre as luxuosas paredes do seu castelo. Mas no decorrer da história, quando começa a enfrentar as dificuldades, ela mostra outra faceta de sua personalidade, que, provavelmente, até ela desconhecia.

O segundo, Jonas, é um garoto obstinado que em busca de vingança, acaba se tornado responsável por um rebelião e tem sua vida e suas ideias mudadas pela guerra.

Lúcia, é uma garota integra, que apesar de algumas vezes me dar vontade de brigar com ela, por ser tão fácil de ser manipulada, ao mesmo tempo possui uma personalidade forte capaz de superar a dor e o choque que alguns segredos podem trazer.

E por fim, Magnos, que também me irritou muitas vezes, por preferir o caminho mais fácil, mas possui muita fibra, o que espero que lhe ajude a criar um pouco de juízo.

Os quatro vão enfrentar, cada um a sua maneira, esta guerra que estava esquentando há muito tempo, esperando o momento de eclodir.

No meio dessas aventuras, vão surgir traições, alianças, e segredos, que até então escondidos, vão ser revelados.
"- De repente, você parece muito determinado - Brion disse incomodado. - Devo ficar nervoso com isso?
Jonas agarrou o braço do amigo (...).
- Estou determinado. As coisas vão mudar, meu amigo."

A autora me surpreendeu muito com a história, pois confesso que esperava algo muito diferente. Mas o resultado foi muito melhor.

A escrita é agradavelmente leve e o ritmo, empolgante. Não pude largar o livro, querendo saber como a história se desenrolaria e quem sobreviveria.

O único ponto negativo, ao meu ver, é que alguns fatos aconteceram de forma muito abrupta, antes de você se acostumar com uma ideia acabava surgindo outra.

Mas, em suma, Morgan Rhodes merece muitos elogios, pois conseguiu escrever um livro empolgante e uma história admirável.

Comentários

  1. Olá! Não conhecia este livro ainda, nem a série haha, mas achei, pela sua resenha, bem interessante a história. E eu acho muito interessante os livros que alternam a narrativa entre os personagens, nos permitem ver a história de vários pontos de vista diferentes. Ótima resenha! Fiquei bem curioso para ler.
    Abraços Raphael.
    http://leiturascomosnsd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Raphael! Realmente os livros que alternam a narrativa entre os personagens são muito interessantes. E em "A Queda dos Reinos", os pontos de vista são bem diferentes, rsrs.
    Beijos, espere que goste do livro.
    Keila Ladeia.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Olá leitor!!!
Obrigada por dividir sua opinião :*
Saiba que seu comentário muito provavelmente vai me deixar (Laryssa) pulando de alegria (literalmente, sou beeeeem exagerada :p).
Se você quiser que ele seja respondido, deixe um link, caso contrário, eu o responderei aqui mesmo no blog, tudo na medida do possível.
Beijoooooos *-*

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha: Enquanto Houver Vida Viverei - Laryssa e Milena

Resenha: Letras Finais - Luís Dill - Gui

Resenha: A Outra Face - Deborah Ellis - Gui